Com certeza! Fique tranquilo, vou mostrar aqui o porquê. Do mesmo modo que as melhores duplas de ataque da seleção brasileira, Agile e DevOps interagem perfeitamente com mindset alinhado. E é importante destacar a palavra mindset, pois é ela que rege ambas, sempre focando no cliente, entregando alto valor de forma rápida.

Para entender melhor, é interessante destacar que todos os esforços de DevOps em uma organização devem ser para permitir a entrega de valor para os clientes e negócios o mais rápido possível. Já no Agile, a maior prioridade é satisfazer o cliente, por meio da entrega adiantada e contínua de software de valor.

O termo DevOps é derivado do acrônimo das palavras Developers (desenvolvedor em inglês) e Ops (pessoas que cuidam da infraestrutura de software). O movimento Ágil para desenvolvimento de software aconteceu em 2001, e foi criado por grandes nomes do mercado de software, cansados da forma como os produtos eram criados e entregues. Assim, desenvolveram o Manifesto Ágil, com princípios e valores, buscando melhores maneiras de desenvolver software com foco em cliente, pessoas, qualidade e colaboração.

No habitat desses dois personagens, com participações importantes na nova era, a entrega de valor é um potente trunfo em projetos disruptivos. Assim, “entrega de valor” é software em produção, usado pelo cliente com as funcionalidades priorizadas por ele, proporcionando Retorno sobre Investimento (ROI, na sigla em inglês) de forma antecipada. Qualquer outro tipo de entrega que não seja em produção é considera estoque. E, lembre-se, estoque parado é desperdício.




Mas antes de avançarmos em como Agile e DevOps colaboram entre si, vale falar sobre processo tradicional. No desenvolvimento de software, existem dois processos bem definidos, além de outros, que é a própria construção do software, logo após a implantação daquilo que foi construído.

Durante muito tempo, essas duas áreas executavam suas atividades de maneira independente, em silos, onde cada uma se responsabilizava por suas competências, ainda que trabalhando na mesma empresa. Nesse desenho, sintomas do tipo “na minha máquina funciona” começam a surgir e o pior: atrasos nas entregas ou sistemas fora do ar por longos períodos tornam-se hábitos.

Com o surgimento dos métodos ágeis, que se utilizam do processo de desenvolvimento iterativo e incremental, o feedback constante do cliente tornou-se vital, por meio das entregas que passaram a ser fatiadas em partes menores e mais rápidas, possibilitando ajustes na mesma velocidade e mudança de direção conforme as novas necessidades e aprendizados.

Mas como acelerar esse processo, focando em inovação, para não perder o Time To Market, se existem dificuldades em disponibilizar o software para o cliente de forma rápida? Que tal disponibilizar um novo ambiente em segundos, por meio de um simples comando? Ou disponibilizar uma nova versão da aplicação em minutos, em um clique feito pelo PO?

Para quem não sabe, o PO, ou Product Owner, é o integrante de um time que utiliza Scrum (ou técnica similar) para definições e priorizar o backlog de um produto ou projeto. Ele é quem mantém a qualidade final das entregas e a integridade conceitual das novas funcionalidades, bugs ou melhorias, para que elas sigam uma visão definida para o produto ou projeto.



União de forças

Então, no momento em que o foco está na aceleração do processo, surge o DevOps. Com ele, chegam boas práticas, automação e colaboração das áreas, permitindo o gerenciamento de infraestrutura de uma forma mais ágil. Atuando agora de forma colaborativa, ambas equipes podem trocar informações e realizar ações que permitam ao fluxo de desenvolvimento e implantação a sua realização de forma contínua e automatizada, com testes, reduzindo um dos grandes desperdícios: o tempo de espera.

É importante ressaltar que DevOps, muito mais do que criar papéis na empresa, exige uma mudança de cultura e de mentalidade. O processo de colaboração e de melhoria contínua deve reger DevOps e Agile, permitindo aumentar a capacidade da companhia de distribuir aplicativos e serviços em alta velocidade. Como? Um dos primeiros passos é automatizar processos, que historicamente sempre foram manuais e lentos.

Assim, Agile e DevOps colaboram em sintonia em projetos altamente disruptivos, proporcionando uma das metas mais cobiçadas na era digital: transformação do negócio com alta competitividade. Juntas, elas possibilitam às equipes a conquista do principal objetivo: entregar valor ao cliente de forma antecipada. É o que o time Resource pratica todos os dias.




*Colaboraram Diego Negrelli, Raphael do Nascimento, Bruno Sena e Eduardo D’Avo

Entre em Contato

Quer saber mais sobre a Resource?
Entre em contato agora mesmo.

Fale com a gente

Trabalhe Conosco

Quem transforma empresas de sucesso, pode transformar a sua carreira também.

Cadastre seu currículo

A Resource

Somos uma tech partner focada em entrega de transformação digital.

Conheça a empresa